quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

SEGURANÇA ALIMENTAR – VIAGENS DE TURISMO

Quando o turista chega ao destino turístico, sonhado durante meses e até anos, os seus impulsos o levam a conhecer a cultura local e a gastronomia típica, na empolgação não verifica se o alimento que vai consumir é seguro. Não tomando os cuidados necessários de identificar os perigos dos agentes biológicos, químicos e físicos que podem causar doenças, agentes que podem estar presentes em um determinado alimento ou grupo de alimentos.

A insegurança alimentar pode terminar a viagem tão sonhada, levando os visitantes a perder o tempo e o dinheiro investido e trazer gastos com hospital e remédios inclusive, com a contaminação por Doenças Transmitidas por Alimentos - DTA:

O que são DTA?¹
São as doenças causadas pelo consumo de alimentos contaminados por
perigos biológicos (bactérias, vírus, parasitos e fungos).
Por exemplo: salmonelose, hepatite A, giardíase, gastroenterite etc.
Doenças transmitidas por alimentos acontecem devido a:
• Falta de higiene de utensílios, mãos e equipamentos;
• Cruzamento entre alimentos crus e cozidos (principalmente na
arrumação da geladeira);
• Uso de alimentos contaminados;
• Exposição prolongada dos alimentos a temperatura inadequada ou
cozimento insuficiente (tempo e temperatura).

Portando na sua viagem pratique a segurança alimentar: verifique a limpeza do restaurante, examine os alimentos (cor, sabor e odor), examine a higiene dos atendentes.

Fique Atento:

A SEGURANÇA ALIMENTAR ¹ significa:
• Garantir acesso ao alimento em quantidade e qualidade
adequadas, de forma permanente;
• Aproveitar ao máximo os nutrientes;
• Preparar alimentos de forma que não ofereçam perigo à saúde