segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional


 A criação do organismo federal de proteção ao patrimônio aconteceu no final dos anos 30, elaborado por intelectuais e artistas brasileiros ligados ao movimento modernista. Era o início do despertar de uma vontade que datava do século XVII em proteger os monumentos históricos. Atualmente o Iphan é vinculado ao Ministério da Cultura.

O Iphan tem a função de fazer a fiscalização, proteção, identificação, restauração, preservação e revitalização dos monumentos, sítios e bens móveis do país.

Conforme o site oficial  http://portal.iphan.gov.br:

“O trabalho do Iphan pode ser reconhecido em cerca de 21 mil edifícios tombados, 79 centros e conjuntos urbanos, 9.930 mil sítios arqueológicos cadastrados, mais de um milhão de objetos, incluindo acervo museológico, cerca de 834.567 mil volumes bibliográficos, documentação arquivística e registros fotográficos, cinematográficos e videográficos, além do Patrimônio Mundial.”

O organismo também divulga o patrimônio artístico e cultural através da publicação da revista “Patrimônio – Revista Eletrônica do Iphan”. O projeto é uma realização do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo da Universidade Estadual de Campinas (Labjor/ Unicamp) e do Instituto de Patrimônio e Artístico Nacional (Iphan).

Site da Revista:  “http://www.labjor.unicamp.br/patrimonio/quemsomos.php”

Navegue pelo site e conheça inúmeras informações sobre a cultura de nosso país!  


Fonte: http://portal.iphan.gov.br

Nenhum comentário: