terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Turismo, emprego e renda


O turismo é responsável por gerar uma parte significava dos empregos na economia mundial. Segundo a OMT (2009), o turismo produz cerca de 6% a 8% do total de empregos no mundo¹. 

No documento "TURISMO NO BRASIL 2011 - 2014 do MTur"  fica claro que houve uma variação da criação de postos de trabalho pelo setor turístico no Brasil de 2002 a 2009, o valor mínimo  foi de de 500 mil e o valor máximo de 1.600.000, os dados são do Ministério do Trabalho e Emprego².

Conforme o documento do MTur anteriormente citado, as categorias de empregos diretos e indiretos são:

AGÊNCIA DE VIAGENS   
MEIOS DE HOSPEDAGEM   
OPERADORAS     
FEIRAS E EVENTOS     
LOCADORAS DE AUTOMÓVEIS   
COMPANHIAS AÉREAS    
TRANSPORTES RODOVIÁRIOS   
TURISMO RECEPTIVO 

Além disso, outra pesquisa confirma a variação de ofertas de empregos no setor de turismo no Brasil, o estudo denominado  "Metodologia de preparação e estimativas da ocupação formal no setor turismo em 20 municípios indutores do turismo - Dezembro de 2002 a Agosto de 2007", aplicado pelo INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA - Ipea³. 

De acordo com a pesquisa do Ipea³, sobre a evolução do emprego celetista no setor turístico realizada nas 10 capitais do país foi marcada por grandes diferenças. Os municípios de Manaus e Florianópolis, dois dos três menores municípios, conseguiram crescimento de 37,3% e 34,1%, respectivamente. Essas duas cidades foram responsáveis por quase metade dos 8,6 mil postos de trabalho criados nas 10 capitais.

Por outro lado, os dois maiores municípios pesquisados São Paulo e Rio de Janeiro obtiveram índices relativos ao crescimento do emprego celetista no turismo de 1,7% e - 2,0% respectivamente, sendo a geração de emprego conjunta praticamente nula. Os outros 6 municípios tiveram aumentos do emprego no turismo inferiores a 10% nesse  período de 4 anos.  

Podemos afirmar com a análise desta pesquisa que não é o porte das cidades que define a quantidade de empregos geradas pelo turismo, mas o fluxo turístico e a competência da administração pública e privada da atividade turística para desenvolver o setor.

Por fim, na pesquisa "ESTIMATIVAS REFERENTES À DIMENSÃO DA MÃO-DE-OBRA FORMAL DO SETOR TURISMO (4)" foi apresentado que categoria TRANSPORTE foi o ramo que mais ofereceu emprego no setor de turismo no Brasil, seguido da categoria alimentação; contrariando a ideia do senso comum de que a hotelaria emprega mais pessoas na área. 

Fonte: