quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

INVTUR - Inventário da Oferta Turística


O desenvolvimento sustentável do turismo está interligado a diversas ações, uma delas é o Inventário da Oferta Turística, que pode ser identificado como um instrumento para a realização do planejamento turístico. O INVTUR faz o levantamento dos recursos disponíveis das regiões onde a atividade turística será desenvolvida ou reorganizada.

Segundo o Ministério do Turismo¹
“O Inventário da Oferta Turística consiste no levantamento, identificação e registro dos atrativos turísticos, dos serviços e equipamentos turísticos e da infraestrutura de apoio ao turismo como instrumento base de informações para fins de planejamento, gestão e promoção da atividade turística, possibilitando a definição de prioridades para os recursos disponíveis e o incentivo ao turismo sustentável.”

No Brasil, o MTur dá preferência na execução do inventário para agentes preparados, devido a aspectos técnicos do INVTUR, priorizando  profissionais de turismo e de outras áreas, as comunidades receptoras, os representantes dos municípios e dos estados e a iniciativa privada.

O projeto INVTUR está inserido no Programa de Regionalização do Turismo – Roteiros do Brasil, os inventários foram elaborados desde a criação do Ministério do Turismo em 2003. A seguir veremos alguns estados e as cidades regularmente cadastradas  no site do MTur que elaboraram seu inventário ou já estão no processo:

Acre: Assis Brasil, Brasiléia, Epitacolândia, Plácito de Castro, Porto Acre, Rio Branco e Xapuri.

Amazonas: Barcelos, Benjamin Constant, Careiro da Várzea, Coari, Fonte Boa, Iranduba, Manaus, Maués, Novo Airãi, Parintins, Presidente Figueredo, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro,
São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga, Tefé.

Bahia: Barra do Mendes, Cairu, Camaçari, Camamu, Canasvieiras, Caravelas, Cruz das Almas, Entre Rios, Esplanada, Feira de Santana, Igrapiúna, Iguaí, Ilhéus, Ituberá, Jequié, Maraú, Macuri, Nilo Peçanha, Nova Viçosa, Prado, Presidente Trancredo Neves, Santa Maria da Vitória, São Desidério, Taperoá, Teixeira de Freitas, Uruçuca, Valença.

Ceará: Assaré, Barbalha, Brejo Santo, Campos Sales, Caririaçu, Cascavel, Crato, Fortaleza, Independência, Jijoca de Jericoacoara, Juazeiro do Norte, Maranguape, Mauriti, Nova Olinda, Novo Oriente, Salitre, Santana do Cariri, Tauá.

Distrito Federal: Brasília.

Espírito Santo: Aracruz, Cachoeira de Itapemirim, Cariacica, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Fundão, Guaçui,Guarapari, Linhares, São Mateus, Serra, Viana, Vila Velha, Vitória.

Goiás: Abadiânia, Alexânia, Alto do Paraíso de Goiás, Anápolis, Aragarças, Aruanã, Caldas Novas, Cavalcante, Cocalzinho de Goiás, Colinas do Sul, Corumbá de Goiás, Formosa, Goiânia, Goiás, Itumbiara, Lagoa Santa, Nova Crixás, Pirenópolis, Rio Quente, São Domingos, São João d Aliança, São Miguel do Araguaia, São Simão,  Três Ranchos, Trindade.

Mato Grosso: Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Campo Verde, Chapada dos Guimarães, Cuiabá, Diamantino, Dom Aquino, Feliz Natal, Jaciara, Juscimeira, Nobres, Novo Mundo, Paranaíta, Poconé, Primavera do Leste, Rondonópolis, São José do Rio Claro, Sinop, Tangará da Serra, Várzea Grande.

Mato Grosso do Sul: Corumbá

Podemos notar que dezenas de municípios já realizaram o seu inventário turístico, para saber todos  os estados acesse o site: http://www.inventario.turismo.gov.br/invtur/. Para os profissionais do turismo, estas informações são valiosas e auxiliam no desenvolvimento da atividade turística, são dados oficiais que validam o processo de tomada de decisão. Pesquise!


Fonte:
http://www.inventario.turismo.gov.br/invtur/jsp/sobre_invtur/

Nenhum comentário: