segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Turismo de Compras - São Paulo


Nas estratégias de segmentação do turismo do Ministério do Turismo não consta o Turismo de Compras, tal questão é um problema conceitual da atividade turística e do turismo, que não será discutido. Neste sentido, segue apenas para esclarecimentos, uma definição do tema, obtida numa monografia de turismo:

O Turismo de compra: turistas que tem como principal objetivo a compra. visitam centros turísticos que ofereçam qualidade, variedade e preços.¹

A cidade de São Paulo é o principal destino de compras do Brasil, podemos encontrar uma variedade quase interminável de produtos, dos populares aos artigos de luxo. A diversidade de compras passa por alguns ramos do comércio: produtos eletrônicos, objetos para decoração, roupas, acessórios femininos, produtos turísticos (sendo o principal emissor do país), entre muitos outros...

Conforme a SPTURIS, o maior diferencial de São Paulo no turismo de compras é a diversidade de uma oferta comercial comparável às grandes metrópoles globais. O endereço do consumo de sofisticação é a Rua Oscar Freire – uma das dez mais luxuosas do Mundo, a Cidade Jardim e a Vila Olímpia. Os comércios populares ficam no bairro do Bom Retiro, Brás e da região da Rua 25 de Março, o maior shopping a céu aberto da América Latina. A localização pulverizada e a facilidade de acesso aos pontos comerciais são outros fatores que impulsionam o segmento, a exemplo dos shoppings localizados em regiões afastadas do centro e em estações de metrô e dos endereços temáticos próximos uns aos outros. ²

Conforme a Fecomércio de SP³:

 “São Paulo é sede: 38% das 100 maiores empresas privadas de capital nacional; 63% dos grupos internacionais instalados no Brasil; 17 dos 20 maiores bancos; oito das 10 maiores corretoras de valores;  99 bases móveis da Polícia Militar, 93 distritos policiais, 146 faculdades, 26 universidades.

Turismo:  11,7 milhões de visitantes em 2010, sendo 10,1 milhões de  turistas nacionais e 1,6 milhão de estrangeiros; 56,1% dos turistas vêm a negócios;  22,4% para participar de eventos; 10,9% a lazer; 4,0% para estudos; entre outros..."
Boas compras em São Paulo!

Fonte:
1-http://bdm.bce.unb.br/bitstream/10483/282/3/2004_DanieleLinharesGalvaoCarneiroCunha.pdf
2-http://imprensa.spturis.com/imprensa/releases/pdf/sao-paulo-e-referencia-no-turismo-de-compras.pdf
3-http://www.fecomercio.com.br

Nenhum comentário: