terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Turismo, emprego e renda


O turismo é responsável por gerar uma parte significava dos empregos na economia mundial, segundo a OMT (2009), o Turismo produz cerca de 6% a 8% do total de empregos no mundo¹. No documento - TURISMO NO BRASIL 2011 - 2014 do MTur fica claro que houve uma variação da criação de posto de trabalho no Brasil de 2002 - 2009 tendo o valor mínimo de 500 mil e chegando o valor máximo de 1.600. 000, dados do Ministério do Trabalho e Emprego².

Conforme o documento do MTur citado acima as categorias de empregos diretos e indiretos são:
  • AGÊNCIA DE VIAGENS   
  • MEIOS DE HOSPEDAGEM   
  • OPERADORAS     
  • FEIRAS E EVENTOS     
  • LOCADORAS DE AUTOMÓVEIS   
  • COMPANHIAS AÉREAS    
  • TRANSPORTES RODOVIÁRIOS   
  • TURISMO RECEPTIVO 
Outra pesquisa confirma a variação de empregos no setor turístico do Brasil, denominada  Metodologia de preparação e estimativas da ocupação formal no setor turismo em 20 municípios indutores do turismo Dezembro de 2002 a Agosto de 2007, aplicada pelo INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA - Ipea³. 
No sentido de caracterização, os municípios indutores  são 65 destinos indutores no Brasil, selecionados pelo 
MTur para atingir a competitividade de nível internacional.

De acordo coma pesquisa do Ipea, a evolução do emprego celetista no turismo ocorrida nas 10 capitais, no período 2002-2006, foi marcada por grandes desigualdades. Por um lado, os municípios de Manaus e Florianópolis, ou seja, dois dos três menores municípios, conseguiram crescimento de 37,3% e 34,1%, respectivamente, o que significou, no conjunto, que essas cidades foram responsáveis por quase metade dos 8,6 mil postos de trabalho criados nas 10 capitais.
Por outro, os dois maiores municípios, São Paulo e Rio de Janeiro, tiveram índices relativos ao crescimento do emprego celetista no turismo de 1,7% e –2,0% nesse período, sendo a geração de emprego conjunta praticamente nula. Os outros 6 municípios tiveram aumentos do emprego no turismo inferiores a 10% nesse 
período de 4 anos.  
A pequena evolução do emprego no turismo exibida por esses grandes municípios  contrasta com o ocorrido nos municípios menores. Note-se que, em 5 dos 10 municípios menores selecionados, todos considerados indutores do turismo, a expansão do emprego celetista no turismo foi superior a 20% e que, em outros 2, esse aumento situou-se na faixa de 10% a 20%.

Na pesquisa  ESTIMATIVAS REFERENTES À DIMENSÃO DA MÃO-DE-OBRA FORMAL DO SETOR TURISMO - foi apresentado a categoria Transportes em destaque, sendo  o ramo que mais oferece emprego no setor de turismo país, seguido da categoria alimentação. Contrário da idéia pré concebida que a hotelaria emprega mais pessoas na área. - 4