domingo, 27 de novembro de 2011

TURISMO E DESENVOLVIMENTO


O turismo gera inúmeros impactos na região onde é fomentado.  Assim,  o  ideal    para desenvolver o setor é o planejamento. Poucos destinos no mundo  foram  planejados, na maioria dos casos a atividade ocorre devido a um acontecimento ou a descoberta de um atrativo natural ou artificial.
Na seqüência, a demanda turística inesperada gera conflitos e oportunidades nos destinos, a crise gerada é o momento ideal para comunidade discutir o setor e decidir as direções. No entanto o que geralmente ocorre é que os “interessados” no assunto (hoteleiros, políticos e comerciantes) tomam a frente do que deve ser feito, ocasionando inúmeros prejuízos socias e ambientais devido à falta de conhecimento e ambição das pessoas envolvidas.
Para Sachs (2001), o desenvolvimento não está contido no crescimento econômico. O crescimento econômico, se repensado de forma adequada, de modo a minimizar os impactos ambientais negativos, e colocado a serviço de objetivos socialmente desejáveis, continua sendo uma condição necessária para o desenvolvimento.
O turismo está interligado ao desenvolvimento, porque além dos recursos utilizados para atender a população local é preciso desenvolver, criar, gerar novos recursos para atender a nova demanda.
O desenvolvimento está ligado a várias vertentes desde a oportunidade de exercer as capacidades individuais conforme Veiga (2005), até a efetiva melhoria das condições de vida das populações Furtado (1961).*
Neste sentido, o setor do turismo pode fomentar as regiões com políticas públicas que protejam o meio ambiente, valorize a cultura local, crie fortalecimento institucional da atividade turística, distribua as atividades e os eventos em torno de todos os setores da sociedade, oferecendo oportunidades de distribuição de renda. Ainda, os administradores precisam  realizar a regionalização dos destinos, para que as cidades vizinhas dos destinos principais também sejam visitadas, viabilizando também a distribuição da capacidade de carga dos lugares. Os fatores sazonais, que muitos autores tentam minimizar, precisam ser revisto e pensados como oportunidades de conservação e reestruturação das cidades.
O Turismo atinge o desenvolvimento quando: planejado, realizado e administrado focando nos objetivos coletivos.

SACHS, Ignacy. Desenvolvimento sustentável. Brasília: Instituto Brasileiro do Meio
Ambiente e dos Recursos Renováveis – IBAMA, 1996
VEIGA, J. E. da.  Desenvolvimento sustentável:  o desafio do século XXI. Rio de
Janeiro: Garamond, 2005
Cadernos do Desenvolvimento, 2006, p. 25.

*FURTADO, 1961  apud 

Nenhum comentário: